Os primeiros povoadores da Madeira comecaram a cultivar as encostas mais baixas do sul da ilha, cortando poios (socalcos) ao mesmo tempo que construiam as primeiras pequenas levadas, que transportavam agua das nascentes mais acima nas encostas dos montes ate as suas terras. A primeira legislacao a regulamentar a utilizacao das levadas e os direitos de agua data da segunda metade do seculo XV.
Nos principios do seculo XX, havia cerca de 200 destas levadas, serpenteando por mais de 1000km. Muitas pertenciam a particulares e a apropriacao indisciplinada de agua fazia com que o bem mais valioso da ilha fosse frequentemente distribuido de forma injusta. De facto, em meados da decada de 1930, apenas dois tercos da terra aravel da ilha estavam a ser cultivados – e apenas metade desses eram irrigados.
So o Estado possuía os meios economicos necessarios para implementar um programa de construcao em larga escala e a autoridade para impor um sistema mais equitativo de distribuicao.
Tais cursos de agua nao sao exclusivos da Madeira, o que e unico e a sua acessibilidade e extensao. O sistema de irrigacao da ilha e actualmente composto por uns impressionantes 2150 km de canais, incluindo 40km de tuneis
Caminhadas na Ilha da Madeira

A melhor maneira de apreciar o esplendor e alcancar o interior da Ilha da Madeira e as suas paisagens selvagens, e de percorrer as Levadas.

Percorrendo cerca de 2.150 quilometros, as Levadas da Madeira sao cursos de agua a volta das montanhas, construíidos pelo Homem, na sua maioria a  mao nos primordios do povoamento, para levar agua aos terrenos agricolas inacessiveis, que alcancam vilas remotas atraves de tuneis e penhascos.